Eventos | 13 outubro 2016

What Design Can Do São Paulo 2016

Conferência internacional de design reunirá 20 nomes nacionais e internacionais em São Paulo nos dias 13 e 14 de dezembro para falar sobre o poder do design como ferramenta de transformação social.

por

Após o sucesso da edição de estreia no Brasil em 2015, a conferência internacional What Design Can Do (WDCD) retorna a São Paulo para fomentar discussões inspiradoras sobre o poder do design como comportamento e ferramenta de transformação da sociedade. O evento acontecerá nos dias 13 e 14 de dezembro na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), que renovou a parceria e segue como instituição anfitriã. Os ingressos, com valores a partir de R$ 140,00, começam a ser vendidos a partir desta quinta-feira, 13 de outubro no site do WDCD.

A programação da 2ª edição brasileira do What Design Can Do terá 20 convidados de diferentes países e campos de atuação. Entre os nomes internacionais já confirmados, estão o arquiteto e urbanista holandês Jacob van Rijs, um dos fundadores do estúdio MVRDV; o britânico Sam Bompas, do estúdio Bompas & Parr, que mistura arquitetura, gastronomia e design e é conhecido por ter criado esculturas com gelatina; a estilista senegalesa Selly Raby Kane e os designers holandeses Rogier Klomp e Richard van der Laken, fundador do What Design Can Do.

Jacob van Rijs, um dos fundadores do estúdio MVRDV; o britânico Sam Bompas, do estúdio Bompas & Parr; a estilista senegalesa Selly Raby Kane

Jacob van Rijs, um dos fundadores do estúdio MVRDV; o britânico Sam Bompas, do estúdio Bompas & Parr; a estilista senegalesa Selly Raby Kane

Completam a lista figuras conhecidas pelos brasileiros, como o arquiteto croata Marko Brajovic, cujo estúdio de arquitetura no Brasil completou dez anos em 2016; o chef paulistano Rodrigo Oliveira, dos restaurantes Mocotó e Esquina Mocotó; o designer carioca Fred Gelli, cofundador do estúdio Tátil, que assina os logos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016; o jornalistaAndré Naddeo, criador do projeto Drawfugees; e a arquiteta Bebel Abreu, do estúdio Mandacaru, também sócia e produtora do What Design Can Do no Brasil. A cantora Xênia França irá fazer um pocket show em um dos dias da conferência. A agenda do evento será divulgada ao público no dia 26 de outubro, data da coletiva de imprensa.

spekears-wdcd-2

Rodrigo Oliveira, chef paulistano do restaurante Mocotó; arquiteto croata Marko Brajovic; Richard van der Laken, fundador do What Design Can Do

O WDCDSP 2016 oferecerá tradução simultânea em todas as palestras do palco principal, que ocorrem no Teatro FAAP. À tarde, salas e auditórios da instituição recebem sessões especiais de aprofundamento em temas específicos, as breakout sessions, com público menor e tempo maior de duração. O prédio principal da FAAP recebe ainda os coffee breaks pela manhã e um happy hour encerra a programação no terraço.

Além disso, marcas parceiras oferecem conteúdo relacionado ao evento em espaços exclusivos no foyer da FAAP, onde o público também encontrará livros dos palestrantes e de editoras convidadas. Em 2016, o WDCDSP conta com o patrocínio de Arjowiggins e Antalis, do Fundo das Indústrias Criativas da Holanda e da FINEP; e com o apoio da KLM, Heineken, On Projeções e FAAP.

Texto por: Mutato.

Compartilhe

Share this:

Sobre o Autor

Ramires Silva

Publicitário que não vive sem música, cinema e uma dose de teoria de conspiração. Reside em Brasília e ganha a vida como designer e developer.

Ver Todos os Posts

Fique por dentro de todo conteúdo do DesignFera!