Artigos | 17 janeiro 2015

Profissional x Pessoal no ambiente de trabalho

Esse tema é na verdade a grande contradição do mercado de trabalho, afinal o correto seria não misturarmos vida pessoal com vida profissional.

por

Vida-pessoal-e-profissional

Esse é um assunto bem contraditório, já que o correto seria não misturar vida pessoal com profissional. Só que o ser humano não é uma máquina e por isso no seu cotidiano vive uma mistura de sentimentos e sensações, dos quais não consegue se desligar. Talvez essa possa ser uma das grandes dicotomias da vida, próxima a enorme dificuldade de separarmos razão de emoção.

A postura correta no ambiente empresarial é indefinida e com certeza dependerá da empresa para qual você trabalha, em alguns locais, por exemplo, falar de forma coloquial é considerado inapropriado, enquanto falar formalmente em outros lugares pode parecer prepotência. O mercado de trabalho é acima de tudo um ambiente de política, do qual muitas das vezes fazer apenas o seu trabalho não é o suficiente. É preciso conquistar as pessoas com o tão famoso marketing pessoal.

O marketing pessoal funciona como uma ferramenta de diferenciação de profissionais com competências e perfis acadêmicos semelhantes. Além disso, pode se dizer que o marketing pessoal é um esforço individual planejado que busca meios para aprimorar a maneira de pensar, as habilidades e as competências gerando conexões que levem ao sucesso pessoal e profissional.

A imagem pessoal conta pontos no mercado de trabalho, por isso é importante ser educado, solícito e não ser tão introvertido. A simpatia aliada ao desempenho de um bom trabalho facilita a abertura de portas no ambiente empresarial. Lembre-se a imagem pessoal envolve algo muito além de boas roupas, ela abrange o conhecimento da dimensão humana, já que é importante ter um bom relacionamento com os colegas de trabalho para efetuá-lo.

Um ponto importante no mercado: é ter maturidade profissional para saber encarar os feedbacks negativos no ambiente de trabalho. Essa maturidade, contudo, como era de se imaginar, só chega depois de uma certa idade, ou seja, após uma boa trajetória na vida profissional. Esse é o motivo de muitos profissionais tenderem no início de suas carreiras a absorverem críticas, de forma pessoal. É um erro acreditar que o fato de você ser chamado a atenção em um serviço significa que seu chefe não gosta de você. Erros e falhas fazem parte do cotidiano profissional, e a correção destes, consequentemente também fazem. Os feedbacks negativos são parte da vida profissional e ajudam a verificar pontos a serem melhorados.

Existe uma linha tênue entre levar atitudes para o pessoal ou para o profissional no ambiente de trabalho. A postura ideal em um emprego, de fato não existe, é necessário ter bom senso, para saber distinguir o que é correto e incorreto no meio profissional. O importante é tomar os dois como uma mistura heterogênea, como água e óleo, ambos estarão presentes na sua vida profissional, porém deve-se manter claro qual aspecto é pessoal e qual é profissional.

Compartilhe

Share this:

Posts relacionados

Sobre o Autor

Barbara Vilas

Publicitária, fã de mídias sociais, apaixonada pela família e por alguns ídolos do R&B. Hoje, trabalho com monitoramento e interação em redes sociais, amanhã, só Deus sabe. Aquela que trará boas notícias de marketing digital e questões num ponto de vista diferente sobre o design e a comunicação.

Ver Todos os Posts

Fique por dentro de todo conteúdo do DesignFera!