Artigos | 30 novembro 2016

Talvez eu não seja tão bom

A insegurança é o que nos limita. Aprenda a deixar pra lá.

por

Apesar de já trabalhar com marketing digital há um tempo, sempre me pego com a sensação estranha de que eu não seja tão boa assim, uma certa insegurança.

Sempre achei que fosse uma sensação minha, uma falta de confiança ou algo desse tipo…mas percebi que é uma sensação compartilhada por muitas pessoas da minha idade.

A sensação de não ser bom é algo que aflora ainda mais quando você não passa naquela entrevista, não pega aquele freela, encontra-se desempregado e não rouba as atenções NAQUELA reunião.

Insegurança

Percebi que pra designers e artistas essa insegurança pode ser ainda pior porque a técnica se mistura com dom e paixão. Não saber fazer aquele traço, não saber desenhar, não ser tão bom em pintura digital, não saber modelagem 3D, não dançar como fulano, não cantar como siclano, não expor bem as ideias…ENFIM um mundo de nãos, que no meio da madrugada só reforçam que você não seja bom o suficiente.

Quadrinho Snoop - Fracasso

Eu não sou psicóloga, mas o meu conselho é ESQUEÇA os nãos e foque no que você se sente confortável. Sempre achei que qualquer um pode aprender qualquer coisa (variando o tempo de aprendizagem, resultado e facilidade), mas o AMOR (pode ser brega) em fazer algo é o que te fará seguir em um caminho.

Apaixone-se pelo o que faz ou encontre algo que você ame fazer e apesar das neuras conseguirá desenvolver um bom trabalho.

Sobre não se achar bom o suficiente , simplesmente repensei: o que é ser bom? As oportunidades não aparecem apenas para aqueles que são número 1. É um cruzamento de 3 Cs pra mim: contato, contexto e conceito.

Use as pessoas que você considera melhores que você como inspiração. Veja o que a pessoa tem de bom e cruze com a sua personalidade. O ideal assim como no grafite é buscar um traço único, uma maneira que represente você. Ah e lembre-se todo mundo vive momentos de insegurança, mas MOMENTOS, não viva inseguro. Siga em frente e sucesso.

Compartilhe

Share this:

Sobre o Autor

Barbara Vilas

Publicitária, fã de mídias sociais, apaixonada pela família e por alguns ídolos do R&B. Hoje, trabalho com monitoramento e interação em redes sociais, amanhã, só Deus sabe. Aquela que trará boas notícias de marketing digital e questões num ponto de vista diferente sobre o design e a comunicação.

Ver Todos os Posts

Fique por dentro de todo conteúdo do DesignFera!