Artigos | 25 dezembro 2017

História do design: Wabi Sabi

O mundo moderno é obcecado pela perfeição, com suas formas, simetrias e proporções ideais, tudo isso é guiado por regras matemáticas e o ideal de eternidade, no entanto a estética japonesa é um pouco diferente.

por

O mundo moderno é obcecado pela perfeição, com suas formas, simetrias e proporções ideais, tudo isso é guiado por regras matemáticas e o ideal de eternidade, no entanto a estética japonesa é um pouco diferente, o termo Wabi Sabi  captura e transmite de maneira clara a ideia estética natural.

cerâmica para cerimônia do chá - Raku - wabi sabi

cerâmica para cerimônia do chá – Raku

Wabi Sabi reforça a ideia do imperfeito, do rústico e do melancólico indo contra os ideais estéticos perfeitos, atingindo o respeito por tudo que é temporário, frágil e modesto, para esta ideologia as coisas são mais bonitas pelas suas marcas e ações do tempo e seu ideal de beleza se caracteriza pela individualidade. Uma porcelana quebrada que é concertada, não teria e mesma beleza e nem poderia ser apreciada se suas “cicatrizes” estivessem escondidas.

O Wabi Sabi é intimamente ligado ao budismo também e tal ligação se dá pela ação do tempo para atingir a paz.

Chaleira de cerâmica - wabi sabi

Chaleira de cerâmica

Um monge japonês que ficou conhecido pelo nome Eisai, que estava na China, retorna ao seu país natal (Japão) buscando criar o primeiro templo budista Zen do Japão. Porém naquela época o Zen representava uma ameaça a religião indígena Shinto. 

A filosofia Zen apresenta um complexo sistema onde a própria natureza apresenta padrões imperfeitos de constante renovo, exatamente como é o foco da meditação buscando entender nossos próprios transientes e vazio. Assim a ideologia Zen se torna a base estrutural para o Wabi Sabi.

Mesa de madeira rústica - wabi sabi

Mesa de madeira rústica

A junção das duas palavras Wabi Sabi, ganharam um significado mais positivo que já tiveram:

Wabi: tem como significado original a miséria e a solidão de viver na natureza e longe da vida humana, o processo de ressignificação transformou em melancolia.

Sabi: tem como significado original arrepio, inclinado ou murcho, Começou a ser entendido como marcas de envelhecimento e desgaste que realçam os objetos.

Um prato ou vasilha que quebrou e foi emendada agora é chamada de Sabi

Um prato ou vasilha que quebrou e foi emendada agora é chamada de Sabi

Um dia Murata Shukō sentou-se para escrever uma carta destinada ao seu estudante, Furuichi Chōin. Essa carta ficou conhecida como a Carta do Coração – Kokoro no Fumi. Essa carta definiu a maneira ideal de se tomar chá, exatamente: a famosa e tradicional cerimônia do chá, e também estabeleceu a estética do Wabi Sabi.

A cerimônia do chá teve como sua origem uma maneira de manter os monges acordados durante as longas horas de meditação Zen, porém a cerimônia foi ultrapassada pelas classes dos Shoguns. Os shoguns usavam a cerimônia como forma de exibir seus kits de utensílios importados da China.

Tatame e utensílios da cerimônia do chá

Tatame e utensílios da cerimônia do chá

Assim a cerimônia do chá se tornou chamativa e geralmente era feita em um ambiente elaborado e chamativo, bem distante de sua origem e realidade que era manter os monges acordados e de sua base espiritual.

Com isso Shuko redesenhou a cerimonia do chá com os ideais do Wabi Sabi em mente. A moda desta época era aproveitar a bebida em sua varanda observando a lua cheia, mas Shuko dizia que não existe um sabor para lua cheia. Seu aluno dizia que o melhor momento para poder se apreciar o chá a noite, seria na lua crescente com nuvens a frente dela, isso lhes deu a visão natural e imperfeita da natureza fazendo com que abandonassem as porcelanas chinesas com suas pinturas perfeitamente elaboradas como a ideia de uma lua completamente cheia. Assim as porcelanas perfeitamente desenhadas foram sendo substituídas por uma mais rústica feita por artesãos japoneses.

Devido aos erros cometidos na esmaltação das peças, este “erro” se tornou parte essencial e característico do trabalho dos artesãos dando a cada peça uma característica única.

Processo japonês de esmaltação - wabi sabi

Processo japonês de esmaltação

Sen no Rikyu à serviço de Toyotomi Hideyoshi, um poderoso Shogun que uniu inúmeras facções que estavam em guerra na era feudal japonesa, pediu que ele criasse uma cerimônia que pudesse ajudar a consolidar a paz. Desde então Shuko e Sen no Rikyu são reverenciados como os pais da cerimônia do chá e como os mais perfeitos praticantes do wabi sabi, por isso a história que melhor apresenta mostra o espírito do wabi sabi é retirada da sua vida.

Rikyu, um dia, pediu para que um de seus discípulos limpasse a sua casa de chá, o jovem discípulo trabalhou o dia inteiro para deixar o lugar e cada pedaço do jardim. Quando Rikyu foi inspecionar o local, ele segurou um dos galhos de uma árvore e a sacudiu fazendo que folhas caíssem no jardim e no caminho para a casa de chá. As folhas caídas trouxeram a sensação do termo, pois a natureza havia se encarregado de criar aquele padrão na paisagem, assim o artificial e o natural criam um artifício aleatório.

cerâmica para cerimônia do chá - Raku - wabi sabi

cerâmica para cerimônia do chá – Raku

Rikyu foi mais a fundo em entender o alto paladar dos shoguns e retirou tudo que não era essencial para sua cerimônia do chá. Os utensílios usados geralmente eram de origem camponesa ou eram moldados a partir de telhas rústicas da vila local.

Os utensílios ficaram conhecidos como: Raku que são fabricados até hoje e são a melhor personificação do Wabi Sabi.

Vaso de barro com estética rústica e natural

Vaso de barro com estética rústica e natural do wabi sabi

A enorme e nova loja da Louis Vuitton inaugurada no Japão, projetado pelo arquiteto japonês Jun Aoki, mostra como princípos estéticos modernos também podem apresentar elementos do wabi sabi. O movimento orgânico e despretencioso das “janelas” da loja trazem essa estética de uma maneira bem simples e bem aplicada. Estíma-se que 45% das mulheres japonesas compraram sua própria bolsa da marca de luxo francesa com conceitos ocidentais de brilho, perfeição e simetria. O Wabi Sabi é como vários ideais tradicionais japonês sob uma enorme ameaça do consumismo e valores ocidentais.

Fachada da Louis Vuitton de Jun Aoki

Porém esse mesmo princípio ameaçado vem ganhando força no ocidente através da elegância de peças modernas e rústicas em artigos de decoração, utensílios domésticos e estéticas visuais imperfeitas.

Ação da gravidade em malha com cimento

 

pratos em cobre - wabi sabi

pratos em cobre

Compartilhe

Share this:

Sobre o Autor

Douglas Zanon

Diretor de arte formado em computação gráfica apaixonado pela arte. Atualmente trabalhando com agências de publicidade, grupos de teatro e freelances em Brasília.

Ver Todos os Posts

Fique por dentro de todo conteúdo do DesignFera!